MARY e JAIRO
"Casal de Lobos"

 

Musica:MARY e JAIRO


Histórico:

-
02/11/2014 a 08/11/2014
-
07/09/2014 a 13/09/2014
-
03/08/2014 a 09/08/2014
-
13/07/2014 a 19/07/2014
-
27/04/2014 a 03/05/2014
-
20/04/2014 a 26/04/2014
-
08/12/2013 a 14/12/2013
-
24/11/2013 a 30/11/2013
-
27/10/2013 a 02/11/2013
-
06/10/2013 a 12/10/2013
-
29/09/2013 a 05/10/2013
-
08/09/2013 a 14/09/2013
-
07/07/2013 a 13/07/2013
-
30/06/2013 a 06/07/2013
-
24/02/2013 a 02/03/2013
-
25/11/2012 a 01/12/2012
-
18/11/2012 a 24/11/2012
-
28/10/2012 a 03/11/2012
-
07/10/2012 a 13/10/2012
-
29/07/2012 a 04/08/2012
-
24/06/2012 a 30/06/2012
-
10/06/2012 a 16/06/2012
-
27/05/2012 a 02/06/2012
-
15/04/2012 a 21/04/2012
-
08/04/2012 a 14/04/2012
-
01/04/2012 a 07/04/2012
-
25/03/2012 a 31/03/2012
-
11/03/2012 a 17/03/2012
-
26/02/2012 a 03/03/2012
-
19/02/2012 a 25/02/2012
-
12/02/2012 a 18/02/2012
-
29/01/2012 a 04/02/2012
-
22/01/2012 a 28/01/2012
-
01/01/2012 a 07/01/2012
-
25/12/2011 a 31/12/2011
-
11/12/2011 a 17/12/2011
-
04/12/2011 a 10/12/2011
-
27/11/2011 a 03/12/2011
-
20/11/2011 a 26/11/2011
-
13/11/2011 a 19/11/2011



Outros sites:

-
UOL - O melhor conteúdo
-
BOL - E-mail grátis


Votação:

-
Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog

Contador:

Créditos:
Html: Cristiny Online
Lay: Sandra

 

 
 

 




Olá, Amigos!

O Natal está se aproximando!


 E Vcs sabem a data certa para montar a Árvore? Segundo pesquisas, a data correta é o quarto domingo antes do Natal, quando se inicia o período do Advento*. Em 2014, será  dia 30 de Novembro.

 Mas, penso assim: Se vc gosta de montar sua árvore  em meados de novembro, tudo bem!!!  Se quer esperar pelo Domingo do Advento (30 de Novembro), ótimo!!!   E se não tiver tempo e for montar depois, também  não tem problema!!! O importante é lembrar do Nascimento de Jesus! Não é mesmo?!

 

Como o Natal está chegando e para começar o "Clima Natalino"  estou postando um singelo poema que escrevi. Mas, não é este que estou Concorrendo lá na "Ilha da Lindalva", não! Lá, estou participando de 2 Concursos, mas não é com esta poesia! E , Vamos ao Clima de Natal!!!!

 

E  ... Vamos ao "Clima de Natal"!!!


"NOITE DE NATAL"


Noite feliz

Feliz, feliz

Noel chegando

Renas saltando

Narizes vermelhos

Estrelas brilhando

Família unida

Jovens cantando

Arvore e presentes

Crianças pulando

Alegria no ar

Todos felizes

Junto à mesa

Pelo Menino Deus

Em Paz, a orar...

Pois já é Natal!


( by MARY AM)

 

 

Beijossss Natalinosss,


MARY AM.



-
Postado por: Casal de Lobos às 16h06
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá, Amigos!


Estamos em Setembro! Parece que os meses "voaram"! Primavera chegando! E logo,logo chega o Natal! Rsss

Escrevi um "Poeminha", sobre a nova Estação! Rsss


PRIMAVERA


Vem chegando a Primavera

Singela, bonita e bela

Deixando mais florida

Minha vida, tão esquecida...


Chegou a estação das flores

Florindo o amanhecer

Enchendo o mundo de cores

Dando brilho ao entardecer!


Sentimentos adormecidos

Com as flores surgirão

Amores escondidos

Brotarão no coração!


Quisera que a vida bela

Que nasce com a Primavera

Se estenda não só no Verão

Florindo o Outono, a minha estação!


(Mary Am - em 10/09/2014)


Até a Próxima!

Beijossss,

MARY AM.


-
Postado por: Casal de Lobos às 01h29
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá, Amigos(as)!

Hoje venho postar 2 poesias: a 1ªdelas escrevi no mês passado, para concorrer , no "Ostra da Poesia". Passei pra 2ª Fase, mas não estou na Semi-Final, sendo assim já posso divulgá-la.  A outra é "novinha" acabei de escrever... 

 

Esta aqui é recém saída do forno!!! Rsss...

 

Os que ainda não leram no Facebook, espero que gostem!

Bjssss,

MARY AM.



-
Postado por: Casal de Lobos às 02h04
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá, Amigos(as)!

Estou participando do 9º "OSTRA DA POESIA" , da "Ilha da Lindalva".

A Votação já começou, porém nesta fase não podemos dizer qual é o nosso poema. Mas, podem ir lá e votar no Poema que mais gostarem! Quem sabe Vcs não gostem justamente do "Meu Poema", né?!!! Rsss...

 

Este Poema abaixo  escrevi um tempinho atrás, mas estou postando pra quem ainda não leu!

 

Um BEIJÃO à Todos!

MARY AM.



-
Postado por: Casal de Lobos às 22h04
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá!!!

Estou aqui novamente, para recordar alguns Poemas, que escrevi faz um tempinho!

 

 

"Sonhando Enquanto Vivia"


Passei minha vida a sonhar,

Que meu príncipe encantado ia chegar...

Muitas noites me pegava a chorar,

Achando que este dia poderia não se realizar!


Mas, enquanto isso, no tempo confiava,

Um despertar de rumos, em mim brotava,

Uma descoberta do gosto pela vida.

Era uma vida  doída, ferida, tão sofrida...


Mais uma vez, a noite chegava,

Na sombra da solidão  eu ficava...

E um passado de amor, ressucitava...

Um  amor que ficou perdido,

Porém, nunca esquecido...


E mais uma vez,  para o céu eu olhava...

Pedindo à uma estrela que me iluminava!

Adormecia e sonhava ...

Que num outro mundo estava...


E numa fantasia, uma realidade eu vivia...

Em meio a luzes e névoas, um rosto masculino eu via.

Sabia que era ele, o príncipe que queria!

Não sei se era apenas uma noite vazia,

Ou efeito de uma forte anestesia!

(by MARY AM)

 

**********

 


"QUISERA"


Quisera poder escolher entre nascer ou morrer,

entre viver ou não viver,

entre sonhar ou acordar...

Poder contar as estrelas do céu,sem ter pressa de acabar,

porque o dia vai clarear e tudo vai recomeçar...!


Um círculo vicioso são os dias,numa batalha sem fim...

Lutar pra sobreviver...estudar para ser alguém...

Ganhar dinheiro pra ser respeitado e pra ser invejado!

Pra que tudo isso???

Viver seguindo regras não é viver ,é estar preso,

acorrentado com algemas e elos  invísíveis,

mas que são mais fortes que aço ou titânium...


Ah, Liberdade!!! Como custei à te encontrar!!!

E não quero mais te perder!!! Não, nunca!!!

Às vezes fojes da minha vista e me deixa desnorteada...

Porém sei que é por pouco tempo e logo logo  vais voltar!


Quisera poder fazer o tempo parar,

o mundo deixar de rodar, e tudo assim ficar...

Ah! Como eu quizera...não partir, pra não ter que voltar!

E tudo de novo, nesta masmorra, como criança recomeçar...


Ah! Quisera... meu sonho se concretizar...

Minha missão cumprida  e nunca mais retornar...

E rolando na relva , poder estar , a sorrir e cantar...

Quisera, como quisera...poder só amar...


(by MARY.AM)


**********


 

SÁBADO DE OUTONO


Sábado nublado

Sábado corrido

Já é Outono

E não é mais florido

As folhas caem

Os amantes traem

Pois é sábado de Outono.


(by Mary Am.)

***********

 AMIGOS!!!

EU , MARY , estou sendo Entrevistada na

REDE da SEREIA LINDALVA!!!

Klick na imagem pra chegarem à REDE, e me visitarem!


Uma Linda Semana à Todos!

Bjssss,

MARY AM.

**************************

PS: Vou participar de "COLHA DE RETALHOS" , Evento do DIA das MÃES, na "ILHA" da Amiga Sereia LINDALVA.

http://na-rede-com-a-sereia.blogspot.com.br/

 

___*******____

No meu Blog "COZINHANDO COM MARY" tb tem tido algumas Receitinhas Novas! Passem lá tb!


http://cozinhandocommary2.zip.net



-
Postado por: Casal de Lobos às 18h52
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá,Amigos(as)!


Faz algum tempo que não apareço por aqui! A última vez que postei foi por incentivo da amiga Tetê!

Hoje, ia colocar um post no "facebook" , aí fiz  um Poeminha! rsss... 

Ia postá-lo lá no "Face", mas pensei:

Por que não postar no Blog dos Lobos ?!!!

E estou eu aqui... rsss...

 

LAVANDA

Lavanda, flor singela e bela

De cor roxa, às vezes tristonha

Mas alegre, ao enfeitar uma janela

Em vaso branco de porcelana 

Ou num balde de latão

Junto ao batente da porta

Ou esquecido, no portão!

E por que não chamá-la então...

De Alfazema... 

Este raminho de flor pequena

Que perfuma o corpo

Da jovem de pele alva

E de fala serena... 

( by Mary Am - 22/04/2014)

 

Um Ótimo Feriado de São Jorge, amanhã,

e um lindo restinho de Semana!


Beijos e Até qualquer dia!!!!


MARY AM.

************************

PS: Vou participar da "Colcha de Retalhos" , evento de "Dia das Mães" , da Ilha-da-Lindalva. 




-
Postado por: Casal de Lobos às 17h49
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá Amigas(os)!


Este "Conto de Natal" que estou postando, foi escrito em homenagem à minha saudosa PIPINHA. Apesar de não ter nada a ver  com minha vida com ela! Mas, fala do "amor"entre animais e humanos.

O Menino  e seu Presente de Natal

 Era uma bairro simples, como muitos bairros de subúrbio. Crianças brincavam na rua, coisa que não se vê mais nos bairros mais nobres. Num campinho de futebol, meninos jogam bola, sem se importarem muito se não existe gramado ou não, jogam felizes naquele chão quente de terra. Chuteira era um luxo, que nenhum deles tinha! Porém, havia um sonho na cabecinha de todos aqueles meninos: um dia seriam jogadores famosos!
 E esta cena era vista quase que diariàmente: meninos correndo atrás de uma bola velha!
 Eles eram felizes, sim! Não tinham computadores, video-games, mas a felicidade estava sempre estampada em seus rostinhos.
 Dentre os diversos meninos, havia um de 8 anos, que era muito especial. Chama-se José, ou melhor, Zézinho como seus pais o chamavam.
 Zézinho era o mais velho de quatro irmãos. Seu pai era ajudante de pedreiro e  sua mãe lavava roupas pra fora. Quando sua mãe precisava sair
para pegar ou entregar as roupas que lavava, era ele que tinha que cuidar dos irmãos menores.
 Zézinho era um menino estudioso, ia sempre à escola na parte da manhã, queria ser jogador, mas também queria ser doutor.
 O Natal estava chegando, e ele sabia que nem sempre ganhavam presentes. Na maioria dos anos sua mãe trazia um panetone e alguns
brinquedos usados, que ganhava de suas freguesas de lavagem de roupas.
 Árvore de Natal não havia em sua modesta casa. Porém , o menino enfeitava uma pequena goiabeira que havia no também pequeno quintal, com
tudo que encontrava jogado fora pelas ruas. Haviam tampas de latas, pequenas garrafas plásticas de refrigerantes, tudo que encontrasse de diferente, decorava sua árvore de natal!
 Mas, o menino tinha um desejo! Desejava muito ter um cachorro para brincar, para ser seu amigo!
 Com a chegada do Natal, pediu a seu pai um cachorro, era tudo que sonhava! Mas, para sua decepção, seu pai negou! Seu pai dizia que eles já
eram pobres , e um cão seria mais uma boca pra alimentar!  Para o pai, o menino tinha que esquecer essa idéia boba de ter um cão!
 O menino chorou muito, pediu ao  Pai do Céu e ao Papai Noel  que fizessem seu pai mudar de idéia e deixasse ele ter um cachorro! Ele até
dividiria sua comida com o animal, mas era este o único presente de Natal que desejava!
 Na tarde do dia 24 de dezembro , sua mãe estava em casa assando um frango que tinha conseguido comprar para a singela ceia natalina e seus
irmãozinhos também estavam em casa com a mãe.  O pai ainda não havia chegado do trabalho, tinha esperança de trazer um dinheirinho extra pra completar as despesas da casa.
 Zézinho foi jogar bola com os coleguinhas, mas a tristeza vinha à sua mente , pois pensava à todo momento no cachorro , que tanto queria!
 Começou a chover , as crianças pararam o jogo e correram para suas casas. Menos Zézinho, que caminhou alguns metros e sentou de baixo de
uma árvore a chorar. A chuva caia e o menino chorava...
 Sua mãe  estava preocupada com a demora do menino, quando o marido chegou. Chovia muito...   O pai decidiu sair para procurar o menino ,
quando todos ouviram o estrondo de um raio, que provalmente havia caído próximo de onde moravam.
 E o raio , que todos haviam escutado , caiu justamente na árvore onde Zézinho estava sentado . O menino desmaiou... e naquele momento surgiu
um cão, e começou a lamber o rosto do menino! O cão lambia e latia... Latia muito...
 O pai que procurava pelo menino, ouviu os latidos do animal e foi até o local. Ao chegar , encontrou seu filho desmaiado , e o cão lambendo seu
rosto.
 O pobre homem, desesperado, carregou seu menino nos braços até um posto de saúde próximo. E o cão o seguiu, e não queria deixar o menino!
 Zézinho voltou a si, e teve que passar por alguns exames. O médico que o antendeu, disse ser um milagre o menino estar vivo e sem nenhuma
seqüela!
 Já era quase meia-noite, quando o menino foi liberado para ir para casa.  O pai pegou o menino nos braços, deu um forte abraço, o conduziu até
a porta e disse: "Aqui está está o presente que você tanto deseja! O seu salvador, o seu cão!"
 O menino nem acreditou no que ouviu e disse ao pai, que havia sonhado com aquele mesmo cachorro , lambendo seu rosto e latindo! E,
perguntou ao pai: "Posso mesmo levá-lo pra casa?!"
 E o pai, com um sorriso nos lábios, respondeu que se ele não tivesse dono, poderia ficar com ele!
 O menino percebeu que nunca tinha visto seu pai sorrindo, com a felicidade no rosto.
 E os três foram para casa... Aquele foi o melhor Natal daquele menino, pois ganhou o tão desejado presente! 

(By Mary Am)

Desde já um FELIZ NATAL à todos!

Que todos seus sonhos se realizem tb!

Bjinhossss,

MARY.


 
 



-
Postado por: Casal de Lobos às 20h57
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá!!!


Hoje estou postando uma texto adaptado  de algumas partes de meu livro , chamado : "VIDAS DA VIDA", escrito em 2008.

Espero que apreciem o que escrevi! rss...


 

"SONHOS "

 Entardecia... Era o entardecer mais belo que já vi.

Via o sol se despedir e deixar todos que alí estavam, estarrecidos com a beleza daquele céu azul, que parecia pegar fogo ... Aquela pintura viva transmitia um sentimento de paz interior. 

Sentada em uma "terraza" contemplava o mar, olhava o horizonte  como se  esperasse alguém chegar... Tantos anos haviam se passado!

Não tinha pressa, se não fosse aquele dia , seria outro ou outro quem sabe... Tinha todo tempo do mundo pra aguardar...

 Enquanto aguardava, a cerimônia do pôr-do-sol  começava, o silêncio pairava e ouvia-se o assovio do vento. Via-se um sol  forte  se despedindo em meio de um azul escuro e todos começavam a ouvir aquela bela música; menos eu, que de olhos cerrados sonhava com um passado distante, mas que poderia estar tão perto naquele momento...

Lembrei de quando nos conhecemos, e assim começava a saborear o tempo da minha vida. Tinha sido um gosto  ameno, mas tinha um sabor doce, terno e confiante. E  em pouco tempo era um despertar de rumos, um sorrir pra vida... 

Lembrei de uma linda casinha, toda branca, no meio de um gramado com muitas rosas. O perfume aquelas flores  ainda perfumavam minha alma... Foi o mais belo sonho que vivi!

Então, dei por mim! A noite chegava e eu estava só, à sombra da solidão junto com a noite que chegava... Mais uma vez ressuscitava um passado onde o amor ficou perdido. Sentia falta do calor do  corpo do meu amado, que na realidade nunca tive!

Sonhava em acordar, me ver em seus braços e poder sorrir. Pelo menos podia sonhar... Este direito eu ainda tinha... E mais uma vez, olhava para o céu, pedindo uma estrela para iluminar a minha vida... 


(By Mary Am) - (texto adaptado de seu livro"Vidas da Vida"- de 2008.)


Bjssssssssssssss,


MARY AM.



-
Postado por: Casal de Lobos às 07h53
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá,Amigas(os)!

 

Hoje estou postando um texto  que li no "facebook" de uma amiga, e amei!  É uma crônica do Cony ! Linda!!!!

 


 

RUA MILA

 Ontem fez quatro meses que perdi Mila. Fui ao armário onde guardo suas lembranças, mexi em papéis, o pedaço de tapete que ela roeu quando tinha cinco meses — era o único luxo da casa, comprado no mais fundo Oriente. O tapete acabou ficando para ela e foi nele que ela viveu seus últimos instantes.

De um envelope caiu a foto, tirada em Varsóvia, a placa da Rua Mila, rua que não existe mais. Eu tinha ido a Polônia a trabalho, quis saber onde ficara o gueto que resistira aos nazistas. As autoridades daquele tempo não apreciavam a curiosidade ocidental a respeito de certos assuntos, mesmo assim me levaram a Rua Mila.

Ela havia sido arrasada, casa por casa, pedra por pedra, pelos nazistas que massacraram o povo que ali vivia. Ao libertarem a cidade, os russos reconstruíram apenas o lado esquerdo, a fim de que não houvesse um número 18 naquele local — que se transformara no centro da resistência do gueto.

Procurei o número 18. Não o encontrando, limitei-me a fotografar a placa azul da rua,numa parede cenográfica, pois ninguém parecia morar nela. Os russos têm fama de supersticiosos  não iriam ressuscitar o endereço que tinha, atrás de si, um passado de luta e liberdade.


Semanas depois, aqui no Rio, eu estava segurando essa foto para paginar uma crônica quando recebi uma cestinha de pão. Dentro dela, pão gordinho e quente, saído do forno, vinha aquela que seria minha companheira mais que amada. Não tinha nome, embora tivesse pedigree.

Precisava dar um nome aquilo. Ainda era "aquilo". Logo seria aquela a quem eu mais amaria neste mundo. Eu segurava a foto, reparava o nome em letras brancas no fundo azul. De repente, vi que Mila era mais do que uma rua distante numa cidade que nada tinha a ver comigo.

Coloquei minha mão em cima de sua cabecinha, ainda pouco maior do que uma bola de tênis.Chamei-a de Mila. E descobri como era macia aquela amiguinha que me chegava numa cesta de pão — pão quentinho que, nos 13 anos que se seguiram, alimentaria minha fome e aqueceria minha mão.

 

Carlos Heitor Cony ( 01/10/1995 - RIO DE JANEIRO )

 

***************************************

Ao ler esta Crônica me deu uma tremenda Saudade da minha PIPINHA, pois  este mês fez 4 meses que ela partiu , depois de me alegrar por 13 anos!!!

 

Beijosssssssssss,

Mary "Loba".



-
Postado por: Casal de Lobos às 00h16
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá, Amigas(os)!

O assunto de hoje, não é um Conto que escrevi,não!!! rss... Mas, falar de Paris e de uma Peça Teatral que assistimos!!! rss...


"NÓS SEMPRE TEREMOS PARIS"

Paris, uma cidade romântica, lugar ideal para viver grandes paixões. Passear de mãos dadas à margem do Rio Sena.  Ou sentar num dos famosos Cafés que a cidade nos oferece. A clássica imagem de pessoas sentados na área externa de um café, lendo um jornal tranquilamente , pode até ter se tornado um clichê – mas não deixa de ser verdadeira.
Os Cafés se tornaram importantes pontos de encontro e eram frequentados por artistas e intelectuais de todos os tipos, desde o século XVII.


E é num Café Parisiense que se passa a história do re-encontro de um casal, após 20 anos, na peça-musical "NÓS SEMPRE TEREMOS PARIS", que

assistimos na última sexta-feira.

Para quem aprecia musicais e música francesa, sairá da peça "deliciado" com as belas canções! A peça é uma narrativa (do ponto de vista de "cada um" do casal, sempre com um toque de "fino humor"  e entremeado  de lindas canções francesas.  No palco apenas dois atores (Françoise Forton e Aloísio de Abreu) e três músicos.

 A simplicidade do cenário faz com que o trabalho dos atores seja destacado. Vemos que não é um cenário luxuoso que faz a peça, mas sim a trabalho dos intérpretes, que estão de parabéns  não só pela atuação, mas também pela simpatia.
(Nas últimas peças que tinhamos assistido os atores não foram muito simpáticos, sendo que numa delas um Show de um "humorista global", ele se
mostrou muito pedante e antipático.)


Mas voltando à "Paris"... rss... minha nora e eu  compramos os ingressos desta peça-musical no domingo passando quando fomos levar minha Netinha numa peça infantil. Haviam também 2 peças de adulto em cartaz, mas "de cara", a peça "Nós sempre teremos Paris" , nos chamou atenção! 

Minha Nora fala francês fluntemente (inclusive meu filho e ela já passaram férias em Paris, uns 4 anos atrás), e eu sempre gostei do idioma, tenho até um livro de francês de quando era adolescente (no "ginasial" - vejam como estou velha...!!!!KKKKKK) , na minha mesinha de cabeceira, e releio alguns textos, de vez em quando!!! rss... Assim , compramos os ingressos antecipadamente, para esta última sexta-feira. (No Domingo , mais da metade dos ingressos já estavam vendidos!)


Na Quinta-feira, meu filho me falou que talvez não fossemos gostar da peça, pois  algumas pessoas que haviam assistido esta mesma peça, mas em
outro teatro (na zona sul do Rio), tinham criticado a peça na internet, inclusive no facebook. Mas, respondi a ele, que apenas ouvir as canções já seria agradável!!! rss...
Na Sexta, minha Nora ficou doente e fomos apenas Eu, meu "Marido Lobo" e meu Filho.
Eu Amei o espetáculo!!!!! Meu marido Lobo, também gostou muito, pois também gosta de canções francesas. E também o texto era muito bom, bem
humorado!!! Apenas , meu Filho que disse que a peça não era muito o estilo dele, mas que minha nora iria "adorar", se tivesse ido!

O teatro estava repleto, e creio que 98% dos que estavam lá sairam bastante satisfeitos!!!
Mais para o final da peça, o público já acompanhava as canções batendo palmas, e tentando cantar junto dos intérpretes,"como sabiam"!!! rss...
Muitos até davam "palpite" no final da peça, pedindo que o casal de atores terminasse com um "super beijo apaixonado"!!!!!! KKkkkkkkk!!!! Só se ouvia um coro: "Beija,beija....!!!!"
Ao termino do espetáculo tiramos fotos com os atores, muito simpáticos, como já havia dito.

 A Françoise Forton é muito mais bonita pessoalmente que na TV ou em foto, não aparenta os 56 anos de idade, que tem!!!rsss... Achei linda!!!


Quanto à PARIS ... já até me sugeriram conhecer... , ir comemorar meus 60 anos (no próximo ano) com esta viagem!

Mas, confesso que não ligo muito pra viajar!!!  Uma Festa, com certeza, irá me deixar muito mais feliz !!!! rsss... Meus 60 anos está sendo mais "sonhado" que o "Casamento de Princesa" da Perséfone, personagem da novela das 21hs!!!!rssssss....

Um Ótimo Fim de Semana pra Vcs e pra Criançada tb!!!


Bjosssssssssss,

MARY "Loba".



-
Postado por: Casal de Lobos às 14h21
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá,Amigas(os)!

Hoje estou postando mais um Conto, de minha autoria, porém dividido em 5 partes (mini-capítulos) , para facilitar a leitura.

 

MARINA, "LA BELLE DE JOUR"

 

Parte1

 

 Mariana uma jovem de vinte e poucos anos deixa sua cidadezinha do interior do estado pra vir morar num conjugado em Copacabana, com uma prima. Sonhava com novos horizontes, com uma nova vida. 

 Logo ao chegar consegue um emprego para lecionar espanol , três manhãs por semana, numa escola de idiomas perto de casa.O salário é pequeno, mas é um começo!

 Um mês depois consegue uma vaga para lecionar espanhol para funcionários de uma firma no centro da cidade. São duas vezes por semana, após o horário de almoço dos funcionários.

 Para quem sempre viveu numa pequena cidade, vir morar no Rio e agora estar circulando no meio de uma pequena muldidão de pessoas, sem dúvida é uma mudança radical.

 Certa tarde ao sair do elevador do edifício onde lecionava, esbarrou num homem, alguns anos mais velho que ela, bonito e muito elegante, em um terno escuro. Seus livros caem e algumas provas de alunos se espalham pelo chão!

 O gentil cavalheiro ajuda a jovem professora a recolher os objetos do chão.   Ele é Renan Bitencurt, um conceituado advogado, que a convida para um café.  Marina aceita, sem pensar duas vezes. Amor à primeira vista... E algumas semanas depois, Marina se muda para o apartamento de seu amado, em Ipanema.

No primeiro ano de vida em comum, tudo é novidade!  Só estranha um pouco o fato de ter que dividir o marido com um casal de filhos adolescente, aos fins de semana. Para eles, ela é uma "estranha no ninho"! Mas, nada tão grave que Marina não resolvesse em algumas semanas.


Parte 2

 Porém o fogo da paixão vai diminuindo, é triste, mas nada dura para sempre! Ele percebe que o tesão do primeiro momento, já não existe mais... Se sente como uma flor que vai murchando...Quer ação em sua vida! Algo tem que mudar!

 Então, algo diferente começa acontecer na vida de Marina.

 Todas às tardes, por volta das 15hs, Marina se arruma e sai .

 A empregada da casa começa a achar estranho e pergunta se ela voltou a lecionar às tardes. Marina nega, sendo mesmo um pouco grosseira, dizendo que empregados não devem tomar conta da vida dos patrões!

 Esse ritual se repete diariamente. Todas as tarde, às 15:30hs, Marina sai de casa.

 Certo dia, uma vizinha, amiga do casal a vê  entrando num edifício em Copacabana, depois comenta com Marina, que imediatamente nega e diz não ser ela! Porém, na verdade é Marina, sim!

 Todas as tardes, ela vai ao antigo conjugado, que morava com a prima, e ainda possui as chaves. E antes de abrir a portaria do prédio, olha para os lados , para ver se não tem alguém a vigiando... 

 Neste horário, a prima  de Marina não está no apê, pois chega do trabalho bem tarde!

 Que Marina faz lá? Por que negar que estivesse no local? Estaria se encontrando com alguém? Aquela jovem, tão doce, teria coragem de trair seu marido?


Parte 3


 Dias se passam, e Marina continua com seus passeios vespertinos... Como sempre abre a portaria do edifício apressadamente, passa pelo porteiro, que às vezes entrega uma correspondência do apartamento, pega o elevador, onde desce no oitavo andar e se dirige ao apartamento 804. Abre a porta, deixa sua bolsa sobre o sofá e se dirige ao computador.

 Após ligar o PC, entra imediatamente num site de ralacionamentos.  Entra num perfil de alguém que se intitula "Miss MARILYN ". Vai conferir quem está online, e se sente feliz ao ver "Mister X", online!

 Óbviamente, Miss Marilyn é ela, mas quem será MisterX ?

 Marina parece estar apaixonada pelo tal Mr.X ! Conversam animadamente, por quase duas horas... uma conversa sensual, e bem picante!

Será que os dois estão se encontrando? O apartamento é um ninho de amor para este novo casal?

 Parece que ainda não se encontraram... Mas, pelo visto, o encontro pode ser em breve!

 Mr.X está ansioso por encontrá-la, ela procura sempre adiar o encontro, mas a vontade é muito grande! Ansia viver algo novo, um amor "calliente", algo inesquecível! Tudo que não vive mais com seu marido!

 Finalmente, Marina ou melhor, Miss Marilyn cede a tentação e concorda com o encontro no dia seguinte, sexta-feira. Mr.X sugere um barzinho, no Centro, às 18 hs. Marilyn diz que será fácil reconhecê-la, usará um vestido vermelho e seu cabelo é louro platinado, como da "Monroe". Mr.X diz que usará uma gravata também vermelha, combinando com seu vestido.


Parte 4


 A Sexta-Feira do encontro chega e as horas custam a passar para Marina. No final da tarde ela está no conjugado de Copacabana, se preparando para o tão ansiado encontro.

 Porém antes de sair, liga o PC, Mr.X está online, e diz estar ansioso para tê-la em seus braços! E ela diz que sonha com este momento! 

 Faltam poucos minutos pro tão esperado encontro!

Marina deixa o apê rumo ao encontro. Logo ao sair do edifício pega um taxi para o barzinho, no Centro.

 Ao chegar ao local combinado, suas pernas tremem, não sabe se terá coragem de entrar no bar. Mas, seu desejo é imenso!

 Mr.X já está sentado numa mesa bem de frente para a porta. Miss Marilyn entra...Ele fica imóvel, encantado com tão bela mulher! Então sorri e ela caminha em sua direção, ele usa a gravata vermelha, como foi combinado!

Mr.X fica de pé, para receber aquela que o está tornando o mais feliz dos homens! Segura suas mãos e beija suavemente...Sentam-se e se entreolham como que hipnotizados!

Após tomarem um "Dry Martine", decidem que precisam realizar todos os desejos tão ansiados e sonhados, deixando o bar , rumo à um hotel.

 A suite já havia sido reservada. Champagne e morangos os aguardavam. A cama está coberta por pétalas de rosas vermelhas,  tudo que ela tinha um dia sonhado!

 Seus corpos estão sedentos um do outro... E se amam loucamente! Um amor "calliente", louco, indescritível!!! Algo que eles nunca haviam vivido anteriormente! Seus corpos banhados de suor e champagne, parecem pegar fogo!

 Finalmente saciados de tanto prazer, adormecem...

 Então ela acorda assustada! São 22hs! Precisa ir! Escreve um bilhete se despedindo, dizendo até breve e assina com um beijo, marcado pelo batom vermelho de seu boca sensual.

 Liga para a portaria pedindo um taxi e pede que acorde seu acompanhante meia hora depois.

 Ao chegar o taxi, pede que vá depressa para Ipanema! 

 No taxi mesmo, tira a peruca loira, solta e penteia seus cabelos castanhos desalinhados.

 Finalmente chega em casa!


Parte 5


 Marina abre a porta do apartamento e vai direto para o quarto. A empregada já havia ido pra casa e sua marido não havia chegado, assim  teve tempo suficiente para tirar o vestido vermelho e guardá-lo junto com a peruca loira, no fundo do armário. Vai para o chuveiro e toma um relaxante banho morno, como se fosse para aliviar a culpa de seus atos. Veste uma camisolinha de malha, com estampa de Mickey na frente e calça as pantufas. Liga a TV e começa assistir à um filme.

 Nisso, escuta ruidos na porta da sala. Seu marido está chegando...Ele entra no quarto do casal e ela o recebe com um beijo no rosto. Pergunta se ele está cansado, e este responde que trabalhou muito...

 Ela sugere um banho morno para relaxar... Ele começa a despir-se. Coloca o paletó no encosto de uma cadeira, próximo à cama.  Ela pergunta pela gravata. Renan responde que está no bolso do paletó. E tira uma gravata vermelha e coloca sobre o paletó. Neste momento cai uma pétala de rosa vermelha sobre o tapete!

 E sorrindo pensam... qual será a próxima fantasia que farão...!!!

(Escrito por MARY AM , em 27/07/2012.)

 

Espero que tenham gostado de ler ou mesmo "reler " este conto!

Ótima Semana!

Beijossss,

 Mary Am.



-
Postado por: Casal de Lobos às 11h51
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá! Tudo Bem com Vcs?

Hoje estou postando um CONTO de minha autoria. Algumas pessoas podem já ter lido. Mas, este é um de meus contos que mais gosto. Apesar de um pouco triste. Pra quem já leu, creio que vale reler! rss...

NOITE VAZIA

 A noite está fria, uma noite fria e chuvosa de inverno. E numa rua escura do centro da cidade, próximo à Lapa, Tereza caminha apressadamente, pela calçada estreita, espremida entre carros estacionados e alguns sacos de lixo, nas portas de algumas lojas fechadas.

 A rua está práticamente vazia, mas uns poucos butecos estão como sempre, abertos com os mesmos pinguços. Uma garoa fria começa a cair e Tereza fecha um pouco mais o sobretudo e acelera mais o passo.  Chega à um sobrado,onde pára,olha para os lados para ver se não está sendo seguida. Abre a bolsa e tira uma chave, com a qual abre a porta antiga. Entra rápidamente,passando de novo a chave na fechadura da porta, por dentro, e sobe a escada de madeira. O ranger dos antigos degraus dão a impressão de que a escada precisará de reparos em breve.  A escada parece frágil e sem segurança, assim como a vida de Tereza, jovem frágil e insegura.

Ao chegar ao alto da escada,a jovem mulher abre uma outra porta antiga, que poderia ser aberta com um simples empurrão. Ela entra apressada e amedrontada numa sala ligeiramente desarrumada. Quadros recém pintados num canto da sala, e alguns livros espalhados sobre uma mesa redonda,em frente à porta. Uma pequena estante, com mais livros, alguns antigos e outros novos, ficava ao lado da mesa, que tinha cadeiras com assentos de palhinha, cobertos por almofadas de veludo verde escuro, já um pouco envelhecidas. Em frente à estante havia um sofá, também antigo,  contrastando com a juventude da moradora. E jogado sobre o sofá, um jornal dobrado, provávelmente daquele dia.

 Tereza vai até o quarto para ver se está mesmo só. E se sente ao mesmo tempo, amedrontada e aliviada.  Então dá um leve sorrizo ao ouvir um doce miado e sentir um pêlo macio à seus pés. É Tom, um angorá cinza!

 Tereza tira o sobretudo umidecido pelos pingos de chuva e pendura num cabide de pé, no canto do quarto. Começa a despir-se, tirando um vestido "tubinho" prêto, comprado em um brechó, meses atrás. Entra no banheiro, abre o chuveiro e deixa a água morna molhar seus cabelos finos e seu corpo delgado. Quer se sentir limpa, que a água levasse para o ralo tudo de ruím de sua vida. Pega o sabonete e passa por todo corpo, várias vezes, achando que precisa se sentir limpa, por fora e também por dentro. Querendo que o ralo sugasse sua tristeza, juntamente com a água de sabão. E deixando a água tomar conta de seu corpo, por mais alguns minutos, fecha a torneira, pega uma toalha de rosto, enrola os cabelos molhados, seca seu corpo suavemente com uma toalha branca e macia, pendurada ao lado do box. Veste um roupão atoalhado,azul-claro, e limpa o espelho embaçado pelo vapor do banho quente, com a beira da toalha.

 Contempla seu rosto abatido, no espelho recém limpo. As olheiras se destacam mais que o azul de seus olhos. Vai até a sala, pega um porta-retrato que está na estante. É um belo rapaz, trajando uniforme de piloto. Seus olhos se enchem de lágrimas.

 Vai até o sofá, se senta e pega o jornal , displicentemente jogado. Na primeira folha, a manchete de um acidente aéreo. Os cinco ocupantes mortos, inclusive o piloto. Tereza abraça o porta-retrato e o jornal, se deita alí mesmo no antigo sofá e adormece.

 Amanhã será um novo dia...


(Escrito por MARY AM.)

 

Espero que tenham gostado!

Beijosss,

MARY AM.



-
Postado por: Casal de Lobos às 23h13
[
] [ envie esta mensagem ]





Olá!

Esta é a letra de um dos temas musicais da Novela "Sangue Bom".
É um  "Hip Hop/Rap" , interpretado pelo Grupo Pollo , com participação do Rapper : Ivo Mozart.


"Vagalumes"

Compositores: Ivo Mozart / Adriel / Luiz Tomim


Vou caçar mais de um milhão de vagalumes por aí,
Pra te ver sorrir eu posso colorir o céu de outra cor,
Eu só quero amar você,
E quando amanhecer eu quero acordar...
Do seu lado.

Vou escrever mais de um milhão de canções pra você ouvir
Que meu amor é teu, teu sorriso me faz sorrir,
Vou de Marte até a Lua, cê sabe já tô na tua,
Não cabe tanta saudade essa verdade nua e crua,
Eu sei o que eu faço, nosso caminho eu traço,
Um casal fora da lei ocupando o mesmo espaço,
Se eu to contigo não ligo se o sol não aparecer,
É que não faz sentido caminhar sem dar a mão pra você,
Teu sonho impossível vai ser realidade,
Sei que o mundo tá terrível mas não vai ser a maldade que
Vai me tirar de você, eu faço você ver,
pra tu sorrir eu faço o mundo inteiro saber que eu...

Vou caçar mais de um milhão de vagalumes por aí
E pra te ver sorrir eu posso colorir o céu de outra cor
Eu só quero amar você
E quando amanhecer eu quero acordar...
Do seu lado.

Pra ter o teu sorriso descubro o paraíso
É só eu ver sua boca que eu perco o juízo por inteiro,
Sentimento verdadeiro eu e você ao som de Janelle Monáe,
Vem, deixa acontecer
Me abraça que o tempo não passa quando cê tá perto,
Dá a mão e vem comigo que eu vejo como eu tô certo,
Eu digo que te amo cê pede algo impossível,
Levanta da sua cama hoje o céu está incrível.

Vou caçar mais de um milhão de vagalumes por aí
E pra te ver sorrir eu posso colorir o céu de outra cor
Eu só quero amar você
E quando amanhecer eu quero acordar...
Do seu lado.

Faço dos teus braços um lugar mais seguro,
Procurei paz em outro abraço não achei eu juro,
Saio do compasso, passo apuros que vier,
Abro a janela pra que você possa ver...

Vou caçar mais de um milhão de vagalumes por aí,
E pra te ver sorrir eu posso colorir o céu de outra cor,
Eu só quero amar você,
E quando amanhecer eu quero acordar...
Do seu lado.

Muitos não gostam de "Hip Hop/Rap", mas este está fazendo muto sucesso, creio que é porque a letra  do refrão , que é cantada pelo POLLO, é bem bonita!!! É tema da personagem da Isabelle Drumond , na Novela das 7.

 Esperamos que tenham gostado!

 CASAL de LOBOS.



-
Postado por: Casal de Lobos às 16h24
[
] [ envie esta mensagem ]





DIA de PAZ

Chegou então,
A hora da paz
E ouviu-se então,
A voz das águas, da natureza,
E nada mais...
O vento soprou
E fez as folhas rodopiarem
Ninguém  falou,
Nem se moveu
E então,
Só o silêncio
Sòmente a paz...
A paz foi semeada
No coração de cada um
A hora da morte
É hora da vida
Somos filhos da Terra
Do Sol, da Água, do Ar
E peregrinos somos
Nesta Terra a viajar
Tendo uma missão,
Dentro de cada ser
Que um dia se expandirá
Pelo imenso universo,
A encontrar a  PAZ...

(Casal de Lobos)



-
Postado por: Casal de Lobos às 15h04
[
] [ envie esta mensagem ]





Não me deixe só

 


(Vanessa da Mata)


Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz

Não me deixe só
Tenho desejos maiores
Eu quero beijos intermináveis
Até que os olhos mudem de cor

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz

Não me deixe só
Que o meu destino é raro
Eu não preciso que seja caro
Quero gosto sincero do amor

Fique mais, que eu gostei de ter você
Não vou mais querer ninguém
Agora que sei quem me faz bem

Não me deixe só
Que eu saio na capoeira
Sou perigosa, sou macumbeira
Eu sou de paz, eu sou de bem mais

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz (2x)

Ah ah.ah ah ah ah ah aah
Ah ah.ah ah ah ah ah aah
Ah ah.ah ah ah ah ah aah

Fique mais, que eu gostei de ter você
Não vou mais querer ninguém
Agora que sei quem me faz bem

Não me deixe só
Que eu saio na capoeira
Sou perigosa, sou macumbeira
Eu sou de paz, eu sou de bem mais

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz

Ah ah.ah ah ah ah ah aah
Ah ah.ah ah ah ah ah aah
Ah ah.ah ah ah ah ah aah

************

Ótimo mês de Março!

Bjinhosssss.

MARY AM.



-
Postado por: Casal de Lobos às 20h00
[
] [ envie esta mensagem ]